Novas ferramentas de virtualização

Publicado: 8 de outubro de 2009 em Não categorizado

Salve galera!

No post de hoje irei falar de duas ferramentas que irão atender aos profissionais do ramo de virtualização. A primeira é a versão beta do VMWare Workstation 7. Apesar do tamanho do arquivo de instalação (o arquivo completo sai com um pouco mais de 500 MB), vale a pena baixar a ferramenta. Entre as novidades podemos citar:

  • Suporte para OpenGL 2.1 e Shader Model 3D.
  • Suporte para o AERO.
  • Suporte para até quatro processadores em cada VM. No caso, você tem a flexibilidade de determinar quantos processadores físicos a VM irá usar e determinar também quantos núcleos estes processadores terão.
  • Não testei ainda, mas é possível criar uma VM com o VMWare ESX 4.0.
  • Suporte para IPv6.
  • Tecnologia de arrastar e soltar do host para a VM.
  • Integração de outros dispositivos do host para a VM (no meu computador, consegui fazer a minha web cam funcionar na VM).
  • Suporte para Windows 7 e Windows Server 2008 R2.

A lista complesta de funcionalidades você pode encontrar aqui.

Se você se interessou pela ferramenta, pode fazer o download da versão beta deste produto clicando aqui. Tem versão para Windows e Linux trabalhando com 32 ou 64 bits.

Outra ferramenta interessante foi lançada pela Sysinternals e possui a assinatura de Mark Russinovich e Bryce Cogswell. O nome da ferramenta é Disk2VHD e possui uma funcionalidade muito interessante. Com ela, usando uma interface gráfica, é possível criar um VHD a partir de um disco físico. Ou seja, com ela você poderá gerar um VHD do HD que é usado no seu computador. Outro aspecto interessante é que isso pode ser feito com o sistema operacional em execução (graças ao VSS que foi incorporado aos sistemas Microsoft a partir do Windows XP), ou seja, você não precisa iniciar o seu computador com outro sistema para poder gerar o VHD do seu disco. Além disso, é possível montar o arquivo VHD criado em uma VM seja do Virtual PC ou do Hyper-V. Deve-se levar em consideração que o Virtual PC só suporta VHDs de, no máximo, 130 GB. Acima disso, você deve usar outra ferramenta de virtualização tal como o Hyper-V.

Em síntese, o que você poderá fazer será criar um VHD do seu sistema e criar uma VM com ele. Ou seja, mais ou menos o que podemos fazer com o P2V do SCVMM 2008, porém, com o diferencial de que, no caso do SCVMM, o mesmo se encarrega de fazer com que a máquina física convertida em VM funcione, ou seja, que não apresente incompatibilidades de hardware fazendo modificações na HAL do sistema de origem. O Disk2VHD não faz isso e, sendo assim, para fazer com que o VHD gerado através desta ferramenta possa inicializar uma VM, podem ser necessárias medidas adicionais (reparar o sistema operacional, por exemplo). Mesmo assim é uma mão na roda.

Para obter mais informaçõe sosbre esta ferramenta, clique aqui.

Um abraço e até a próxima!

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s