Arquivo da categoria ‘Windows 7’

Instalando o Windows 8

Publicado: 4 de março de 2012 em Microsoft, MIVP, TechEdBR, Windows 7, Windows 8

Bom dia, Galera!

Como todos sabem, a Microsoft disponibilizou, publicamente, a versão de avaliação para consumidores do Windows 8. Se você ainda não fez o download desta nova versão, faça agora mesmo clicando aqui.

Bem, depois de fazer o download, você irá instalar o novo sistema, certo? Você pode fazer isso em uma máquina virtual, ou em uma máquina física.

Se você pretende configurar o Windows 8 em uma máquina física com uma configuração de dual boot com o Windows 7, é possível fazer também a instalação baseada em VHD, o que facilita o processo de configuração do disco real do sistema (não será necessário reparticionar o disco).

Instalando o sistema

Independendo de como você irá preferir iniciar os seus testes, você irá iniciar o sistema com a mídia de instalação do Windows 8. Você irá perceber que não existem muitas diferenças (além das visuais) nesta primeira etapa do programa de instalação.

Sendo assim, na primeira tela, escolha o idioma de instalação (disponível, inicialmente, em inglês), formato de data e hora e o layout do teclado.

SNAGHTMLdb6f869

Como não estamos focando, neste post, na recuperação de desastres, na próxima tela, basta clicar em Install Now.

image

Na sequência, entre com a chave obtida durante o registro para o download do Windows 8.

image

Como não poderia deixar de ser, o EULA deve ser aceito se você pretende continuar com o processo de instalação.

SNAGHTMLdc58389

Agora você deve selecionar o tipo de instalação. Ou seja, você deve informar se irá realizar uma atualização ou se fará uma instalação nova. Como a nossa condição é a segunda, iremos clicar na opção Custom: Install Windows only (advanced).

image

A tela de configuração do disco é exibida. Para o nosso cenário, iremos clicar apenas no Next, para que o assistente uitilize as configurações padrão.

image

Vale ressaltar que ainda será possível acionar o prompt de comandos, caso precise executar algum tipo de alteração no sistema antes de prosseguir usando a combinação de teclas <SHIFT> + <F10>

image

Nesta etapa do programa de instalação, não podemos interferir mais.

image

Finalizada esta etapa, começa a parte do assistente que não é igual ao que conhecemos no Windows 7. Ou seja, você irá começar a ver alguns dos recursos disponibilizados pela nova interface Metro, que vem gerando tantos comentários do público.

Nesta primeria tela, o assistente pergunta qual o nome que o computador irá usar e qual será a sua cor de base.

image

Na tela seguinte, o assistente pergunta se você irá usar as configurações expressas, ou se deseja personalizar a instalação. Como queremos ver as opções disponíveis, vamos marcar a opção Customize (Personalizar).

image

O Assistente precisa saber como será o relacionamento do seu sistema com o ambiente de rede onde o mesmo se encontra. Se você selecionar a opção Yes, turn on sharing and connect to devices, o Windows será configurado como o equivalente no perfil de rede existente no Windows 7 conhecido como Rede doméstica. Ou seja, o Firewall do Windows será configurado com as excessões mais comuns em ambientes desse tipo. Se você escolher a opção No, don’t turn on sharing or connect to devices, o assistente irá habilitar o equivalente ao perfil público do Windows 7. Ou seja, o Firewall do Windows será configurado para não permitir excessões, o que é ideal quando estamos em um ambiente de rede pública.

Para o nosso cenário, iremos habilitar a primeira opção, uma vez que este sistema está sendo instalado em um ambiente doméstico.

image

Na tela seguinte, o sistema pergunta como será feita a instalação de atualizações, drivers de dispositivos e como os recursos do Internet Explorer relacionados à segurança serão ajustados. Irei manter as configurações padrão, que são as mais seguras.

image

Agora o assistente pergunta como você deseja enviar informações que podem ajudar a Microsoft a melhorar o produto. Mais uma vez, irei manter as opções padrão, mas você pode reparar que é possível desativar qualquer uma das opções presentes.

image

Aqui você define como o sistema poderá buscar soluções para os problemas que forem encontrados com as aplicações. Entre outras coisas, você pode definir, por exemplo, se os sites que tiverem problemas de exibição no novo Internet Explorer, poderão ser incluídos em uma lista de compatibilidade de sites pública da Microsoft, de forma que outras pessoas não tenham os mesmos tipos de problemas. Adicionalmente, o assistente pergunta sebre o compartilhamento de informações sobre o seu computador e as aplicações. Quem já está acostumado com o Windows Phone já viu estas configurações, onde a aplicação pergunat se pode usar, por exemplo, as suas informações sobre localização para permitir que o programa funcione. Isso é importante para aplicações que, por exemplo, precisam saber a sua localização via GPS com o objetivo de exibir informações relacionadas à serviços (restaurantes) próximos em um aplicativo de turismo, por exemplo.

image

Como existe uma integração entre o Windows 8 e a Live, o assistente pergunta qual é o Live ID que você deseja associar ao sistema. Fazendo isso, a integração entre XBOX 360, Windows Phone e o seu sistema passa a ser completa, uma vez que estes sistemas irão usar uma base centralizada de informações. Obviamente, caso você não queira fazer essa integração, isso é possível.

image

Como eu optei por fazer a integração, repare que o sistema já me pergunta as credenciais de acesso à conta do Windows Live. Como o sistema já está conectado com a Internet (usando as configurações escolhidas para o perfil do Firewall do Windows anteriormente), repare que a tela já está em português, pois se trata de uma tela enviada pelo meu perfil do Windows Live onde o idioma está em português.

image

Sendo assim, na tela seguinte o sistema pede algumas informações relacionadas à possibilidade de redefinição da senha do Windows Live usando o seu computador. Depois de inserir estas informações, você irá receber um e-mail do Windows Live perguntando se você deseja adicionar este sistema como um computador seguro. Somente com esta confirmação será possível efetivar as configurações realizadas aqui.

image

Pronto! Agora é só aguardar o logon no sistema.

image

Depois de alguns instantes, a interface Metro é exibida.

image

Se quiser visualizar o desktop, basta clicar em desktop.

image

Agora, quando você reinicializa o sistema, você será direcionado para a tela seguinte.

image

Nela, você deve arrastar a tela para cima (como fazemos na Lockscreen do Windows Phone) para ter acesso à tela de logon.

Conclusão.

O processo de instalação do Windows 8 é bem sismples, e quem já está acostumado a instalar o Windows 7 não terá grandes dificuldades.

Além disso, ficou nítida a intenção da Microsoft em integrar o Windows com aquilo que encontramos no Windows Phone e no XBOX 360. Ou seja, é muito fácil começar a usar qualquer um destes sistemas, simplesmente porque a síntese de navegação nos recursos é exatamente a mesma. Quando tivermos tablets equipados com o Windows 8 na versão RTM, essa integração será maior ainda para a experiência do usuário.

Visto isso, o que você está esperando para testar o novo sistema?

Um abraço e até a próxima!

Anúncios

Salve, Galera!

No último dia 22/09/11 aconteceu na NSI uma palestra que mostrou como reduzir custos usando tecnologias Microsoft.

A palestra foi dividida em duas partes: Uma focada em Remote Desktop Services (RDS) e outra focada nas tecnologias de virtualização Microsoft.

A apresentação sobre o RDS foi conduzida com grande maestria pelo amigo e MVP Professor André Luiz. A apresentação sobre as tecnologias de virtualização para desktops foi realizada por mim.

O evento foi regado a dicas e truques sobre como fazer o RDS se tornar um aliado ao negócio das empresas. A apresentação sobre as tecnologias de virtualização também foi interessante, principalmente pelo fato de que várias pessoas tiveram contato, pela primeira vez, sobre como produtos tais como App-V e MED-V funcionam. O VDI também foi abordado, e espero que todos tenham entendido a mensagem.

Vejam as fotos:

WP_000012 WP_000015

WP_000016 WP_000177

WP_000176 WP_000019

Os próximos eventos devem acontecer após o Teched e a ideia é trazer mais informações sobre o Windows 8 (Server e Client), plataforma System Center e outros.

Obrigado pela participação de todos!

Um abraço e até a próxima!

Olá, Galera!

Continuando a série de posts falando sobre o WPC, chegamos ao dia 3.

Neste dia, fui direto para o Staple Center. Os Keynotes do dia prometiam e, na minha opinião, alguns superaram a minha expectativa.

O primeiro Kyenote foi do Satya Nadella, que é a pessoa que manda quando se fala sobre negócios envolvendo servidores e ferramentas dentro da Microsoft.

DSC00589

Durante a apresentação foi possível observar que a demanda por serviços de virtualização está aumentando bastante. Como existe uma facilidade muito grande em se disponibilizar um servidor virtualizado, a quantidade de recursos deste tipo dentro da organização tende a aumentar muito e, assim, abre as portas para outro tipo de serviço. Estou me referindo mais precisamente aos serviços de gerenciamento.

Ou seja, se você tem 20 servidores hospedando 200 máquinas virtuais, sem uma ferramenta específica para gerenciar tal ambiente, a possibilidade de algumas coisas saírem do controle é grande.

No mundo Microsoft, a família System Center é a responsável por ajudar na tarefa de gerenciar o ambiente de TI da empresa e, como não poderia deixar de ser, existem ferramentas que são específicas para se trabalhar com ambientes virtualizados.

Como a estratégia da Microsoft consiste em ofertar a solução que melhor atender ao cliente, seja na nuvem, seja on-premise, as ferramentas da família System Center entregam ao administrador aquilo que é necessário para que o ambiente esteja sob controle.

Durante esta apresentação, foi feita uma demo do System Center App Controller. Para quem não conhece, este produto ainda está em beta e consiste em uma espécie de portal onde o administrador pode gerenciar nuvens públicas e privadas. No caso de nuvens privadas, a mesma pode ser criada usando-se o system Center Virtual Machine Manager 2012. No caso de nuvens publicas, o produto irá gerenciar as VMs do Windows Azure.

O produto é muito interessante, até mesmo porque, uma das grandes vantagens, é a possibilidade de se poder gerenciar servidores de virtualização baseados em Hyper-V, Vmware e XenServer.

Foram apresentadas também as modificações para a próxima versão do SQL Server, que ainda está usando o nome Denali. Os recursos de relatórios apresentados foram fantásticos! Realmente, construir relatórios ficou muito mais fácil.

DSC00596

Depois desta apresentação, foi a vez do Keynote do Kurt DelBene. Ele é o responsável pela Microsoft Office Division.

DSC00601

Ele apresentou diversos número interessantes. por exemplo, ele informou que hoje existem cerca de 1 bilhão de PCs no mundo executando o Office e que cerca de 22 milhões de caixas de correio foram convertidas do Lotus Notes no último ano fiscal.

Obviamente o principal foco da apresentação dele foi falar sobre o Office 365. Para quem não conhece, o Office 365 é um conjunto de ferramentas de produtividade que podem ser executadas diretamente na nuvem. Neste conjunto de ferramentas podemos incluir, Exchange, Sharepoint, Office (Word, Excel, Power Point e OneNote) e Lync. Com este produto, não importa mais onde você esteja, será possível acessar seus documentos, e-mails etc.

DSC00604

Na sequência, entrou em cena Kirill Tatarinov, que o responsável pelas soluções de negócio da Microsoft. Ele falou bastante sobre como o Microsoft Dynamics CRM Online está fazendo a diferença para o mercado corporativo. Para vocês terem uma ideia, já são cerca de 2 milhões de usuários usando o produto!

Depois, entrou no palco o Andy Lees que é o responsável pela divisão do Windows Phone.

A apresentação foi fantástica! Realmente o produto é muito interessante. Não foi de espantar que todos os aparelhos Windows Phone disponíveis no evento se esgotaram algumas horas depois que esta apresentação aconteceu.

Na minha opinião, tem muita coisa para melhorar ainda, mas é possível afirmar que o Windows Phone veio para concorrer com o iPhone e o Android.

Só o fato de você conseguir editar documentos do Word, Excel e Power Point com a mesma experiência que teria se estivesse usando o Desktop, já compensam.

Por último, entrou em cena o Steve Guggenheimer, que é o responsável pela divisão de OEM dentro da Microsoft.

Na apresentação dele ficou claro que o Windows roda em diversos tipos de aparelhos. Ele fez diversas demonstrações interessantíssimas. Muito bom mesmo!

Com a sessão dos Keynotes finalizada, foi a hora de voltar para o LACC almoçar e assistir mais palestras. No caso, a primeira foi a de como construir e gerenciar nuvens privadas e públicas com os produtos Microsoft.

DSC00609

Sendo assim, recebi mais uma dose de produtos da família System Center. A apresentação foi bastante interessante e complemetou as informações obtidas no Keynote sobre servidores que aconteceu na parte da manhã.

Como foi possível aprofundar mais os assuntos, recebemos informações sobre os programas disponíveis para facilitar o deployment de soluções deste tipo (Hyper-V Cloud Deployment Guide, Hyper-V Cloud Fast Track e Hyper-V Cloud Service Providers). Também foram passadas algumas informações interessantes de como o futuro Windows Server 8 poderá ajudar nessa tarefa. Acrescentaram que mais informações sobre o Windows 8 e o Server 8 serão disponibilizadas durante o Build Windows, que acontece em Setembro.

Depois dessa apresentação, segui para o JW Marriott para o lançamento do Office 365 para parceiros.

Esta apresentação foi bem comercial e explorou bastante as oportunidades de negócio que podem surgir com este novo produto. Vale ressaltar que aqui no Brasil este produto ainda não está disponível por completo, mas isso acontecerá em breve.

DSC00626

Para fechar o dia, assisti uma palestra sobre os produtos da família System Center 2012.

A apresentação foi bastante empolgante. Ver o SCCM gerenciando iPhone, Windows Phone e Android foi interessante. As novidades sobre o SCOM, SCVMM e outros também deixaram o público com água na boca.

Um ponto que foi enfatizado foi o fato de que este é o momento do System Center. Os números passados seguem abaixo.

DSC00631

Bem, pessoal, este foi um resumo do que foi o terceiro dia.

Foi muito empolgante ver as novidades funcionando ali na nossa frente.

No próximo post segue o próximo dia!

Salve galera!

Depois de um descanço, seguem os posts falando sobre o WPC 2011.

Neste dia começaram as apresentações. Ou seja, os Keynotes, palestras e o networking começaram neste dia.

A área resrevada para o café-da-manhã/almoço era gigantesca, como pode ser visto na foto abaixo.

DSC00460

A missão da organização do evento foi bem complicada. Como o evento reuniu pessoas de diversos países, e consequentemente, com hábitos alimentares distintos, conseguir uma receita certa do que seria bom comer foi complicado.

Em cada dia tinha uma coisa diferente para comer tanto no café-da-manhã, quanto no almoço. Neste primeiro dia, o café-da-manhã foi o que segue na foto abaixo.

DSC00463

De barriga cheia, seguimos para o Staple Center para assistir aos primeiros Keynotes.

DSC00467

No caminhos, alguns artistas fizeram o entretenimento de quem passava.

DSC00465DSC00466DSC00469

O palco era bem grande, como vocês podem ver na foto abaixo.

DSC00476

Um ponto que vale destacar aqui era a mesa de som do DJ. Parecia um daqueles computadores que vimos no filme Avatar. Era um equipamento executando o Windows 7. A tela era semi-transparente. Muito legal!

DSC00477DSC00480

Depois de um tempo de espera, começou a apresentação. Para este dia a apresentação começou mostrando a questão relacionada a reconstrução das cidades japonesas atingidas pelos terremotos/tsunamis e como a Microsoft ajudou neste processo. Muito interessante!

Na sequência, o primeiro Keynote, Jon Roskill comçou a falar sobre os resultados coletados no último ano fiscal. Foi interessante, porque nos permitiu entender o que fizemos de certo e o que fizemos de errado. Com estas informações, tivemos condições de pensar em “Para onde devemos seguir”.

DSC00483

Depois de Jon Roskill, foi a vez de Steve Ballmer entrar em cena. Ele falou bastante sobre o aumento da oferta de soluções baseadas na núvem. Não ficaram dúvidades de que esse é o caminho que a Microsoft irá seguir e que, as empresas pareciras que quisererm um apoio mais efetivo, precisarão seguir esse caminho também.

DSC00487

O último Keynote foi de Tami Reller. A apresentação dela foi muito importante porque ela mostrou a quantidade de oportunidades de serviços disponíveis com as cerca de 300 milhões de estações executando o Windows XP (suporte até 2014) pelo mundo e que precisarão de upgrade para o Windows 7. Até mesmo porque, como ela enfatizou, esse será o melhor caminho para o Windows 8 (mais novidades sobre esse sistema em setembro). Além disso, a oferta de ferramentas de gerenciamento para ambientes executando o Windows 7 é muito maior do que a oferta de ferramentas para gerenciar ambientes com o Windows XP, por exemplo.

DSC00488

Terminada essa apresentação, hora de voltar para o Centro de Convenções (LACC) e procurar um lugar para almoçar (na verdade pegar o lunch box).

DSC00495DSC00498DSC00499

Depois de comer, segui para o Solutions Inovations Center, onde foi possível ver os stands dos expositores e conferir as novidades para o mercado.

DSC00500

Além de conhecer novas tecnologias, foi interessante ver o que o pessoal estava fazendo para atrair a atenção do público.

DSC00502DSC00501

Para quem não sabe, tiveram pessoas que compareceram ao WPC apenas para visitar o Solution Inovation Center. Assim, como o espaço era muito grande, a organização do evento tratou de colocar atrações para que as pessoas pudessem relaxar um pouco depois de tanto tempo em pé andando de um stand para outro.

Tinha área com jogos de XBOX 360 + Kinect, espaço para fazer networking etc.

DSC00524DSC00525

Muitas informações e muitos brindes mais tarde, hora de partir para uma palestra sobre competição entre Exchange (On-premise, online), Google e VMware Zimbra.

DSC00519

Gostei da apresentação, não pela quantidade de informações aprendidas, mas por ver que estava no caminho certo. Pouco antes do WPC tive que fazer uma apresentação falando sobre isso para um cliente e foi bom ver que transmiti as mesmas informações passadas pelos Seniors Product Managers da Microsoft.

Depois de passar o dia conversando com outros parceiros Microsoft e distribuir muitos cartões, foi a hora de partir para o Happy Hour promovido pela Microsoft para os parceiros Microsoft do Brasil que fizeram presença no evento.

A delegação brasileira foi composta por cerca de 220 pessoas! Segundo eles, foi um recorde de público.

Foi bom rever os amigos da Microsoft e de outras empresas parceiras!

DSC00530DSC00531DSC00533

Como o meu estômago já não estava mais aguentando a comida mexicana que rolou solta durante o dia todo, eu e os amigos, Marcio Lacs, Flávio Lima e Flávio Correia (AMT) fomos procurar um restaurante com comida de verdade para comer. O mais próximo que encontramos disso foi em uma praia em Venice. Um restaurante Italiano onde pude comer um macarrão rsrs.

Legal observar que no local tem placas falando sobre o risco de Tsunamis e sobre o que é proibido levar para a praia. Observem que não é possível levar explosivos para a praia.

DSC00552DSC00553DSC00554DSC00556

Bem, pessoal. Para esse dia foi só isso. Depois retornamos para o Hotel e foi hora de descançar. O dia foi bem cansativo.

Um abraço e até o próximo post!

Salve, Galera!

Tudo bem?

Como vocês já devem ter percebido, quem instala o Windows 7 e logo depois aplica o SP1 se depara com um obstáculo: O RSAT não pode ser instalado e emite uma mensagem de erro informando que a versão do Windows não é a correta.

Bem, antes de continuar, para quem não sabe o que é o RSAT, esta é a sigla para Remote Server Administration Tools (Ferramenta de Administração Remota do Servidor) e substituiu o velho Admin Pack. Sendo assim, o RSAT é o que devemos instalar quando queremos fazer a administração remota de um servidor através dos tradicionais consoles de gerenciamento usando o Windows 7, por exemplo.

Agora que você já sabe o que é o RSAT, vamos entender como era possível contornar o problema citado no primeiro parágrafo: O que você teria que fazer era instalar o RSAT antes de aplicar o SP1. Assim, com o mesmo instalado, quando o SP1 fosse aplicado, o mesmo atualizaria, automaticamente, o RSAT instalado.

Bem, se você já aplicou o SP1 (por exemplo, quando você instala o Windows 7 apartir de uma mídia com o SP1 integrado), não tem como resolver este desafio, certo?

Bem, os seus problemas se acabaram a pouco. A Microsoft acabou de lançar a versão SP1 do RSAT. Agora é só baixar a nova versão do mesmo e poder continuar a usufruir do recurso normalmente.

Segue o link de download:

http://www.microsoft.com/downloads/details.aspx?FamilyID=7d2f6ad7-656b-4313-a005-4e344e43997d&displayLang=pt-br

Um abraço e até a próxima!